Conheça a história da doce Luciana e aprenda, por meio dessa adorável personagem, que cada um de nós é a própria vida tornando-se realidade. Isso quer dizer que, quando escolhemos, é a vida escolhendo em nós. A vida jamais erra. Assim, seja qual for a decisão a ser tomada, no fim perceberemos que todos os caminhos apresentam razões e verdades.



                





 RESENHA 



Quando a vida escolhe foi publicado originalmente pela editora Vida e Consciência em 1992 sendo um dos romances mais queridos pelos leitores da autora Zibia Gasparetto. Essa minha edição é a original, a editora lançou uma nova edição para comemora    a marca de meio milhão de exemplares vendidos, a obra ganhou, em 2015, uma nova edição, com capa e projeto gráfico inéditos 

 Quando a vida escolhe narra inicialmente o encontro de Luciana com seu pai até então desconhecido, José Luiz, em um cemitério perante o tumulo de Suzane no início do século 20.  Suzane deu à luz a Luciana secretamente após José Luiz confessar tê-la traído e escolher casar-se com uma moça mais rica e de família influente no rio de janeiro deixando a pobre moça sofrendo para trás. Cheio de culpa e remorso por sua negligencia não somente com sua Suzane, mas também com a filha, José Luiz não mede esforços para conseguir o perdão de Luciana tratando de recuperar o tempo perdido seja com o afeto que lhe faltou durante aqueles 24 anos como provendo-a financeiramente.

Porém, apesar de aceitar o afeto do pai, Luciana se recusa a ser reconhecida legalmente assim evitando que a família legitima de José Luiz seja constrangida perante a sociedade conservadora dos bons costumes.




"A vida sempre coloca em nossa frente várias opções. A escolha é livre, mas, uma vez feita a opção, cessa nossa liberdade e somos forçados a recolher as consequências."



Apesar de toda alegria da descoberta e o amor que passa a nutrir pela filha, José Luiz não deixa de ser um homem infeliz e cheio de remorsos. Ele finalmente entende que todo dinheiro e status que conquistou não lhe trazem a felicidade pela qual trocou o amor de Suzane achando-se totalmente incapaz de reconquistar o amor e respeito da família após tantos anos vivendo de aparências.

Aos poucos, Luciana lhe faz enxergar que sempre há tempo para reaprender a amar e buscar consertar seus erros e aprender a viver com as escolhas do passado e, então, decide ajudar o pai começando por sua irmã caçula: Maria Lúcia, uma jovem extremamente retraída e com complexo de inferioridade.

Durante a convivência no lar de seu pai, Luciana vai presenciando as atitudes que aquela família - Sua família- cometem uns contra os outros que impede com que o amor refloresça naquele lar e a distância aumenta entre eles passando a ajudar com seus conhecimentos da vida e do espirito humano tanto a esposa de seu pai quando seu irmão mais velho.




“A vida sempre coloca em nossa frente várias opções. A escolha é livre, mas, uma vez feita a opção cessa nossa liberdade e somos forçados a recolher as consequências. ”



A cada dialogo de Luciana traz algo para refletir sobre a vida. Não importa a fase que esteja passando, ou a idade que tenha é impossível ler esse livro sem refletir as escolhas que você vem fazendo desde que entende o que é a vida real.
O livro não possui uma escrita rebuscada, e acho que foi algo bem intencional para que assim todos em qualquer estágio de aprendizagem possa compreender a mensagem que ele traz através da história narrada.
Você não precisa necessariamente aceitar a lei da reencarnação como verdade nem a mediunidade da protagonista Luciana para apreciar a história.
É impressionante compreender durante a leitura que o sentimento de culpa que por várias vezes o pai de Luciana alimenta, é puro egoísmo, pois é uma desculpa para não correr atrás de concertar seus erros.





(CAPA ORIGINAL 1° EDIÇÃO PUBLICADA 1992)


23 Comentários

  1. Olá, muito boa a sua resenha. Eu estou um pouco afastada de livros do gênero por achar que eles focam demais nas mensagens e deixam um pouco de lado a construção da história, mas pela sua resenha parece que esse livro da Zibia é diferente dos demais que já li nesse estilo.

    ResponderExcluir
  2. Eu li esse livro há muito tempo atrás. Gosto de livros com essa temática e acredito também que você não precisa acreditar na doutrina espírita para apreciar a história.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro, apesar de romance não ser muito o meu género literário tenho de admitir que a sinopse e a sua resenha me deixaram com alguma curiosidade! Você escreve muito bem, e tem um blogue muito bonito, está de parabéns!

    www.thelittleangieblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Já li esse livro, amo a leitura da Zibia assim como outros autores espiritas.
    Otima sua resenha!
    Bjs💋💋

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito da sinopse do livro é uma leitura bem agradável, fluída. É um romance muito bonito, Luciana é uma personagem encantadora, não sou muito de ler esse gênero de livro mas a escrita de Zibia Gasparetto é maravilhosa, bjs.

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito dos livros da Zíbia, mas este eu não li ainda. Não adianta apenas reconhecer o erro, é preciso fazer algo a respeito. Uma pena que o pai de Luciana não entenda isso.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente não conheço o livro, mas adorei a resenha, está otima, muito explicita e deu a parecer que é um livro muito bom de ler ;)

    beijinhooos

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela resenha,que livro interessante gostei,vou querer ler.bjs
    http://www.divamodaefotografia.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Gosto muito de romances espíritas, mas não gosto muito da Zibia, acho que ela se perdeu muito ao longo dos livros que escrevia. Entretanto, fiquei contente por você ter curtido tanto assim a leitura e curiosa para saber o que acontece e quais ensinamentos ficam.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto desse tipo de história. Já anotei pra ler esse livro.
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá menina <3
    Morro de vontade de ler o livros da Zíbia e essa capa da edição comemorativa, me cativou muito!
    Adorei sua resenha, você fez um ficha tecnica bem direta, colocou sinopse, os trechos do livro sem spoilers durante a resenha, ficaram legais, gostei sobre você apontar o ponto reflexivo que o livro traz e sua escrita é gostosa de ler, você ter separado em "estrofes" a resenha, ajudou a não ficar maçante!
    Como dizem: uma resenha 10/10, haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário maravilhoso! Fico muito feliz, de verdade, que tenha gostado <3 Bjocas

      Excluir
  12. Luciana realmente parece ser bem reflexiva né? Parece comigo.
    O que você falou sobre ser de fácil leitura para todos os níveis eu achei super bacana, assim é mais fácil de estimular a leitura né?


    sobre a frase : “A vida sempre coloca em nossa frente várias opções. A escolha é livre, mas, uma vez feita a opção cessa nossa liberdade e somos forçados a recolher as consequências. ”
    Me arrepiou quando eu li, super real mesmo, sempre colhemos o que plantamos né?

    ResponderExcluir
  13. Oi!!
    Eu amo os livros da Zibia Gasparetto ❤ são maravilhosos e sempre trazem boas mensagens.
    Bjo

    ResponderExcluir
  14. Olá! Não leio tantos livros assim, mas adoro histórias que nos trazem reflexões essenciais. Ainda pretendo ler algo da Zibia em breve.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito da sinopse do livro é uma leitura bem agradável, e sua resenha ficou muito boa parabéns

    ResponderExcluir
  16. Eu sou mais do que suspeita pra falar dos livros da Zibia. Depois que li "Nada é por acaso". Me apaixonei pelas mensagens que os livros dela trazem. Tenho certeza que esse também não deixa a desejar.

    ResponderExcluir
  17. Oi tudo bem?
    Acredita que eu não conhecia a autora? Poise vergonha fiquei sabendo agora de todo o sucesso dela haha. Gosto de livros que além de um romance fofo nos leva a refletir, anotei a dica.

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    Fico feliz que tenha gostado tanto da obra a ponto de favoritar, mas sinceramente eu não leria, pois sou cristã e não gosto muito de livros espíritas. Em todo caso gostei muito da resenha e do enredo que a autora criou.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia o livro, romance e um dos meus gênero literário favorito.
    Com certeza eu vou ler o livro.

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia esse livro. Eu gosto muito de romance literário. Gostei muito da sua resenha. Parece ser um livro muito interessante.
    BeijinhoBom

    ResponderExcluir
  21. Não conhecia a obra nem a autora, mas gostei muito do enredo. Não curto muito romance, mas a proposta do livro é muito interessante. Beijos

    ResponderExcluir
  22. já li outros romances da Zíbia e estou terminando de ler o livro supracitado. Sua resenha faz jus ao enredo presente no mesmo. Parabéns!

    ResponderExcluir