Essa obra tenta explicar as perdas que os seres humanos passam de origem individual e coletiva por meio dos ensinamentos da doutrina espírita.É inegável que o homem, em todas as épocas da humanidade, tem passado por problemas e dificuldades como se fossem testes de resistência que, algumas vezes, deixam-no impotente. Passamos por dificuldades de ordem individual e de ordem coletiva.São perdas de entes queridos, perda de saúde, guerras, enchentes, fome, etc, que faz com que uns se tornem religiosos e outros se tornem descrentes.Mas, por que a existência de tantos problemas de ordem coletiva e de ordem individual?Onde está Deus quando mais necessitamos?Como podemos explicar as perdas?Por meio deste livro, vamos trazer um pouco de esclarecimento e um pouco de consolo para orientar a consciência e remediar os males dessa vida, tendo a confiança de que Deus não nos desampara de forma alguma.E também por meio deste livro, estudaremos as perdas, seus efeitos, para, a partir daí, acharmos, cada um, o caminho para superá-las.





💙 RESENHA 💙

Quando recebi um e-mail do autor dizendo que gostaria que eu lesse seu novo livro (e primeiro) e o avaliasse para o blog, confesso que esperava tudo menos o que encontrei. Nunca havia lido nada sobre o assunto abordado e nem ouvido falar no termo “Perdologia”. Fiz incansáveis buscas na internet atrás de saber mais, e, como o próprio autor comentou a falta de informações foi o que lhe motivou a criar a obra. E graças a Deus por isso. Por isso, espero que este livro possa alcançar corações que necessite das informações que ele traz.

“Observamos que muitas das situações são ocasionadas pelo próprio ser humano que, de uma forma ou outra, acarretam nas consequências do seu destino. ”


O livro não aborda de maneira profunda e didática o assunto “Perdas”. Ele traz alguns conceitos e explicações dentro de cada tema àquele capítulo.

Perdologia é a Ciência para estudo da perda e suas implicações consciencais, sociais e multidimensionais. Claro, agregando-a à visão Espírita o que lhe dá um brilho à mais e preenche lacunas que lhe falta se formos estudá-la de uma maneira geral.

E, durante a leitura, fiquei estupefata com o que aprendi. Imagine só! Um estudo voltado exclusivamente para as perdas e o impacto que elas têm na vida, pessoal e interpessoal e no universo num todo. Qual o impacto no planeta de uma folha que se parte das outras, levada pelo vento? Ou de ente querido que sofreu um acidente e deixou para trás uma vida inteira com pessoas que o amavam que ficaram no plano físico a lamentar sua ida? Qual o impacto das coisas que não puderam acontecer por escolhas que não foram feitas?

Dedicando um primeiro pensamento, quase nada. Mas, muda tudo. Altera o curso de acontecimentos, nos leva a caminhos que antes eram inexistentes, transforma o que antes era intocável.

E onde está Deus nisso tudo?

É exatamente o que aprendemos neste livro. Ele está ali, nada escapa de seus olhos, nada acontece sem que ele saiba que algo maior ainda resultará daquilo por mais que nós não possamos enxergar e o culpamos pelo que deu errado e se foi.
Aprende-se que grande parte da tragedia não está na perda em si, mas no apego materialista e egoísta.

“Tantos ensinamentos morais já foram introduzidos na humanidade, mas o materialismo continua a imperar nos nossos tempos. ”




Por ser um livro independente publicado pela plataforma Clube dos autores eu não foquei muito em capa e diagramação, apesar de ter alguns pontos que atrapalharam a leitura como páginas coladas. Fora isso não houve nada que prejudicasse a leitura. A escrita do autor é fluída e de fácil entendimento, o que é ótimo dado ao assunto que foi abordado e ele soube expressar sua visão muito bem utilizando termos que qualquer um pode compreender seja espírita ou não. 




💙 SOBRE O AUTOR💙

Leandro Soares
Leandro da Silva Soares nasceu no Rio de Janeiro em 21 de outubro de 1978. Desde pequeno, sempre gostou de escrever. De espirito questionador, em 1997, conheceu a doutrina espírita por meio do Grupo Espirita Seareiros de Jesus, em Duque de Caxias/RJ. Em 2016, incentivado pelo amigo e escritor Ricardo Reys, começou a escrever o livro Perdologia - Uma Abordagem Espirita Sobre as Perdas. Formado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Administração da Qualidade e Regulação de Saúde Suplementar, Leandro Soares é servidor público e sonha que seu primeiro livro sirva de alento para muitas pessoas.
FACEBOOK





11 Comentários

  1. Primeiramente, amei sua resenha, adorei conhecer a obra pois é uma das que não conheço, porém ja está indo para a minha lista. Não é uma gênero que leio com frequência mas adoro quando o livro me cativa! Beijos obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Nunca havia ouvido falar no temo Perdologia, achei bem legal o autor escrever um livro devido a falta de informações sobre esse termo na internet. Falar de perdas é sempre um assunto delicado e mesmo não fazendo parte da doutrina do espiritismo, acho muito bonita a forma como lidam com as perdas e acho extremamente válido um livro sobre o assunto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Até ler sua resenha e conhecer esse termo eu não sabia da existência dele. Perdologia não existia no meu dicionário, mas fiquei bem curiosa para ler esse livro, pois gostei da forma como tudo é aparentemente trabalhado e bastante intrigada para ver como ele trabalhou a questão de Deus na trama.
    Dica anotada, sem dúvidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Muito legal esse livro pois parece que trás mensagens que fazem refletir, embora não seja o tipo de livro que eu geralmente leia, achei bem interessante esse tema, não conhecia esse termo ainda. Adorei sua resenha, bjs

    ResponderExcluir
  5. Oii tudo bem ?
    Primeiramente adorei a resenha , ainda n conhecia esse termo q o autor trouxe e fico feliz que ele compartilhou
    O livro me parece bem interessante e nos trás assuntos bem delicados achei bem interessante quem sabe um dia eu leia .
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, e infelizmente ele não me chamou atenção, por não ser algo que eu deseje ler no momento. Uma coisa gostaria de dizer, não conhecia este termo perdologia. Mais uma coisa que aprendo.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Parece ser bastante interessante.
    Pelo nome, a princípio, pensei que fosse sobre perdão.
    As perdas são extremamente difíceis de encarar e de aceitar, mas é necessário pensar que cada situação e pessoa, tem o seu tempo e o tempo que ela nos dará, não é infinito, portanto, temos que de alguma forma, estarmos preparados e conscientes de que podemos perder.
    O melhor que temos a fazer, é aproveitar cada situação ou relacionamento ao máximo, valorizando sempre o que temos e, quando a perda chegar, iremos ter vivenciado muita coisa boa, de sorte que a saudade ficará, mas nunca a dor.
    Esse apego da sociedade ao materialismo, vem justamente do fato de que não estamos preparados para as perdas. Pois, não temos cultivado e construído relacionamentos duradouros focando nos vínculos, por causa, da durabilidade efêmera de nossas relações. Afinal, a cultura da descartabilidade das pessoas e relações tornou-se um círculo vicioso.
    Ou seja, porque tenho medo de perder, me relaciono de forma superficial, entende?
    Enfim, essa pode ser uma das causas.
    Adorei o tema! A visão da espiritualidade para as questões humanas são muito pertinentes.
    Tem uma frase que li hoje pela manhã que traz o seguinte ensinamento:
    "Tudo o que acaba é também o começo de outra coisa" (Pema Chodron)
    Sucesso pra ti!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que legal! Inicialmente a capa não me interessou d o título (por eu desconhecer a palavra) também não, mas depois de saber do tema, bom... Ele se encaixa tão bem na minha vida cheia de tentativas de tentar entender uma certa perda que me interessou muito.
    Beijos. Versos da Alma

    ResponderExcluir
  9. Olá, ótima sua resenha. Ainda não conhecia esse livro, achei o tema super interessante, todo mundo pode precisar lidar com perdas.

    ResponderExcluir
  10. Gosto bastante de livros espíritas já que abordam assuntos que me interessam de uma forma bem diferente. Parece ser uma leitura boa, com informações interessantes e que eu, provavelmente, iria gostar da leitura (e preciso já que tenho um medo enorme da perda). Gostei da dica e da resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie
    muito bom saber mais sobre o livro mas não sei se é o tipo de leitura que procuro por agora, não sou fã do gênero mas ainda assim gostei de saber que fala sobre assuntos tão fortes, boa dica

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir